• Indicações,  Livros,  Stephania Amaral

    Mulheres imPERFEITAS

    Só na introdução de Mulheres imPERFEITAS, lançado no Brasil pela editora Cultrix, Carina Chocano me fez rever vários “desconfortos omitidos” da profissão de crítica de cinema, reafirmar meu amor pelo filme Ruby Sparks (e até pela Isla Fisher!), e perceber o quanto Alice (no País das Maravilhas) é uma das poucas, de fato, protagonistas, de […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2020/10/21/mulheres-imperfeitas/...

  • Críticas,  Stephania Amaral

    Em minha pele

    Em minha Pele (Dans ma peau, 2002), Marina de Van retoma e explode o conceito de insólito que ensaiou uns anos antes na atuação em Sitcon (1998), do François Ozon. Na introdução com música lounge e tela dividida, objetos como clipes, réguas e tesoura fazem uma contraposição com o mundo pragmático que logo será questionado.No filme, […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2020/10/12/em-minha-pele/...

  • Blogs,  Críticas,  Stephania Amaral

    INDIANARA

    Indianara (2019), de Aude Chevalier-Beaumel e Marcelo Barbosa, longa candidato à Palma Queer ano passado em Cannes e que hoje estreia por aqui, é um registro audiovisual poderoso e importante de momentos históricos atuais do Brasil e da luta de pessoas trans pela liberdade de existir e de ocupar espaços. Sem intermédio de legendas ou […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2020/06/25/indianara/...

  • Blogs,  Críticas,  Stephania Amaral

    ARLEQUINA

    Depois do fracasso de Esquadrão Suicida, nada mais justo que um filme do Coringa sem Arlequina… e um filme da Arlequina sem Coringa. Mesmo submissa (servidão justificada pela etimologia do nome) eu já a adorava em todas as cenas do infame filme de herói – gênero despreferido – já citado. Agora dona de uma película […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2020/02/05/arlequina/...

  • Blogs,  Críticas,  Stephania Amaral

    AÇÚCAR

    Bethania (Maeve Jinkings) surge num barco escrito “sou feliz”, evidente contraste com sua imagem claramente melancólica. Com seus cabelos loiros alisados, recusa ajuda. Abre janelas, desfaz malas, limpa minúcias e não consegue segurar uma exclamação admirada de “linda!” ao se deparar com uma boneca de porcelana branca.  Sua família é dona das terras, fato do […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2020/01/30/acucar/...

  • Blogs,  Críticas,  Stephania Amaral

    LITTLE WOMEN

    Comecei a assistir à Adoráveis Mulheres, da Greta Gerwig, com a trilha sonora imaginária “I Just Wasn’t Made For These Times”, dos Beach Boys. Sempre tenho a sensação anacrônica de que nasci na época errada, tempos de amores líquidos, distantes dos sentimentos refinados e dos poetas suicidas. Contrapondo a vida restrita das quatro irmãs Meg, […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2020/01/09/little-women/...

  • Blogs,  Críticas,  Stephania Amaral

    A VIDA INVISÍVEL

    Senti desespero e desolação. Senti o medo do vento e da tempestade quando na floresta uma chama pela outra: – Eurídice!  – Guida! Perdidas desde o início, assim ficam as irmãs ao longo de toda a película, enviando cartas saudosas (ou seriam diários?) nesta adaptação de Karim Aïnouz do romance epistolar de Martha Batalha. Impedidas […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2019/11/21/a-vida-invisivel/...

  • Blogs,  Críticas,  Stephania Amaral

    JOKER

    Joaquin Phoenix renasce a cada atuação e mais uma vez entrega – não apenas empresta – seu corpo e alma ao personagem. Coringa é a dança de um palhaço triste, que escreve em seu diário epitáfios funestos como “espero que minha morte faça mais sentido do que minha vida”.  As fantasias de Arthur Fleck se […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2019/10/03/joker/...

  • Blogs,  Críticas,  Stephania Amaral

    Era uma vez em Hollywood

    Tarantino sempre passa do ponto em algum momento. Mas apesar de todas as questões, da falta de falas pra fascinante Sharon Tate, continua valendo a pena. Fui pro cinema apenas com uma sinopse (muito mal escrita) e os teasers engraçadinhos que não pude evitar no insta. Margot estava felizinha demais, todo mundo numa vibe muito […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2019/08/15/era-uma-vez-em-hollywood/...

  • Blogs,  Críticas,  Stephania Amaral

    ROCKETMAN

    Elton John nunca foi um dos meus cantores preferidos. Com exceção de “Can You Feel the Love Tonight” (por motivos óbvios!) e “Benny and the Jets” – melhor sequência do longa por motivos de suruba – por momentos de zoeiras entre amigos, não fui ao cinema esperando saber cantar todas as letras. No entanto, passei […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2019/05/30/rocketman/...