Quem Somos

O Feito por Elas

O Feito por Elas é um projeto criado em 2016 para discutir e divulgar o trabalho das mulheres no cinema. Há 4 anos nós trazemos novas possibilidades a partir de histórias que foram criadas por mulheres e conjugamos nossos múltiplos conhecimentos para dialogar com as pessoas ao nosso redor e afetar a forma como elas vêm as imagens. Nosso trabalho é potencializar esses novos olhares pra narrativas plurais que já existem mas nem sempre são percebidas. Nosso trabalho engloba a criação e curadoria de conteúdo por meio de redes sociais e de nosso site.

Nessa perspectiva, produzimos um podcast semanal em que realizamos críticas aprofundadas, entrevistas e coberturas de festivais. Nossa abrangência é diversificada e abordamos diversos gêneros cinematográficos, passando por vários países diferentes, das pioneiras do cinema aos sucessos contemporâneos. Ah, e nós temos o nosso próprio prêmio de melhores do ano, o Troféu Alice

O Feito por Elas nasceu inspirado pelo desafio #52FilmsByWomen, do Women in Film, organização dedicada a promover a igualdade de oportunidades para mulheres. A proposta do desafio é que cada pessoa se comprometa a assistir a um filme dirigido por uma mulher por semana durante um ano, resultando, ao final, em 52 novos filmes de autoria feminina assistidos. A partir da nossa adesão ao projeto, veio a ideia de discutir e divulgar essas obras, valorizando o trabalho das diretoras e incentivando o público a conhecê-lo. Mais do que diretoras, pretendemos dar visibilidade para as diferentes mulheres que trabalham nas mais diversas áreas dentro do cinema.

No final de 2015 Isabel Wittmann e, na época, Angélica Hellish (responsável pelo Cine Masmorra) decidiram focar nas pessoas que realizam os filmes, criando, assim, o Feito por Elas. Em março de 2016 a página estava no ar e em 1º de julho do mesmo ano o primeiro programa foi lançado.

Desde então, já publicamos mais de uma centena de episódios de podcasts, cobrimos festivais e premiações in loco e nas redes sociais, realizamos entrevistas com profissionais, fizemos parcerias com outros podcasts e sites, tivemos presença ativa com notícias e outros conteúdos relevantes nas redes e redigimos dezenas de newsletters para aquelas pessoas que apoiam nosso projeto. Apenas em 2019 nós produzimos para o site 58 indicações (entre filmes, livros, discos e seriados), 57 críticas e 38 podcasts e continuamos crescendo.

Fale conosco: contato@feitoporelas.com.br

A Equipe

Isabel Wittmann, formada em Arquitetura e Urbanismo pela UFSC, é antropóloga e crítica de cinema, mestra em Antropologia Social pela UFAM e no momento cursa doutorado pela USP, com pesquisa em gênero, corpo e cinema. Escreve sobre cinema no Estante da Sala desde 2009 e é membra da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine), do Elviras- Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema e pesquisadora vinculada ao Grupo de Estudos e Pesquisas em Gênero, Sexualidades e Interseccionalidades (GESECS-UFAM) e ao Grupo de Antropologia Visual (GRAVI-USP).

Stephania Amaral é mestra e doutoranda em Estudos de Linguagens pelo CEFET MG, onde também se formou em Letras, participa dos grupos Literatécnica e Tecnopoéticas e pesquisa cinema de horror realizado por diretoras brasileiras. Escreve sobre filmes e discos no site homônimo, explora sua obsessão por música no @discosdaste e é convidada usual nos podcasts do Cinematório. Membra da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) e do Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Camila Vieira é jornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema. Doutora em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Dirigiu os curtas Multidões (2013) e Rua dos Vagalumes (2015). Escreve atualmente na revista eletrônica Sobrecinema e na Multiplot. É integrante da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) e da Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine).

Kel Gomes é editora e podcaster no Cinematório. Tem formação em Enfermagem e Produção de Moda e se dedica à obtenção de novo título em Jornalismo na UFMG, com complementação de disciplinas de Cinema. Na UFMG também integra dois grupos de pesquisa: Poéticas Femininas, Políticas Feministas: A Mulher Está no Cinema e Grupo Afetos. É membra do Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema e já foi Júri da Crítica do Prêmio Canal Brasil de Curtas nas edições de 2017 e 2018 da Mostra de Cinema de Tiradentes.

Agradecimentos

Amanda Menezes é mineira, formada em Design Gráfico com especialização em Marketing Digital. Gosta de uns filmes, ouve uns discos e compra livros pela capa. Tem um estúdio de design gráfico, o TupiGuaraná Estúdio Gráfico, onde realiza projetos on e offline. É a responsável pelas artes das capas dos nossos programas.

Compartilhe
Share