Colunas,  Literatura com Elas

Todos nós adorávamos caubóis

No romance Todos nós adorávamos caubóis, a escritora gaúcha Carol Bensimon narra a história das amigas Cora e Julia que, após anos sem se falar, realizam juntas uma viagem de carro para o interior do Rio Grande do Sul. Elas se conheceram durante a graduação em jornalismo, mas a relação entre elas é bruscamente interrompida quando Julia decide partir para Montreal para terminar os estudos. Logo depois, Cora muda-se para Paris para cursar moda. Durante a viagem que marca o reencontro das personagens, elas buscam compreender o passado e os sentimentos que ainda existem entre elas. Todos nós adorávamos caubóis é o livro de agosto de 2019 da TAG Curadoria, escolhido pela escritora e pesquisadora Noemi Jaffe.

Com uma escrita fluida, Carol Bensimon constrói uma narrativa de apelo visual cinematográfico, com flashbacks, elipses e fragmentos temporais a partir da subjetividade da narradora Cora. Por meio dela, o leitor irá compreender quem é Julia e como se desenvolveu a amizade entre as duas personagens, que estão na faixa dos 20 e poucos anos. Cora é assumidamente bissexual e alimenta um amor que não foi plenamente vivido com Julia, uma jovem do interior (mais precisamente, de Soledade). Sem GPS e apenas com um mapa, elas viajam para várias cidades pequenas do Rio Grande do Sul, em regiões com poucos habitantes e sem tantos atrativos turísticos.

Carol Bensimon

A viagem é apenas um pretexto para que ambas esclareçam o que permaneceu implícito entre elas, enquanto cada uma também resolve conflitos familiares particulares com pais e irmãos. Apesar de não sentir tanta empatia por personagens mergulhadas em privilégios de classe, o livro cativa pela complexidade do romance entre as protagonistas. Na estrutura dos road novels, a viagem desencadeia o autoconhecimento dos personagens – algo que também impulsiona a narrativa de Todos nós adorávamos caubóis, que é bastante influenciada pelo longa-metragem Thelma & Louise (1991), de Ridley Scott, que acompanha a trajetória de duas amigas em viagem de carro pelo interior dos Estados Unidos.

Para saber mais sobre o filme, escute o episódio #80 do Feito por Elas. A experiência da leitura de Todos nós adorávamos caubóis foi leve e prazerosa, a ponto de imaginar um filme com as duas personagens. Como bônus para os leitores da TAG, Carol Bensimon criou uma playlist no Spotify com músicas que ela escutou enquanto escrevia o livro. De Led Zeppelin a Alanis Morissette, a playlist é tão incrível que dá vontade de meter o pé na estrada logo.     

TRECHO: “Dos acertos faziam parte os erros, e eu não me importava de chorar pelas coisas que eu havia escolhido, porque, por mais dura que fosse a queda, sobrava a sensação de que até elas tinham lá sua beleza”.

Livro: Todos nós adorávamos caubóis

Autora: Carol Bensimon

Ano: 2013 / 2019

Editora: Companhia das Letras / Tag Livros

Páginas: 192

Preço médio: R$ 62,90

Compartilhe
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *