• Indicações,  Livros

    Digo Te Amo para Todos Que Me Fodem Bem, de Seane Melo

    Uma amiga me emprestou recentemente o livro “Digo Te Amo para Todos Que Me Fodem Bem” (Quintal Edições). Quando comecei a ler no busão já de volta pra casa, animada pelo impacto que causou nela, pensei que eram relatos da autora maranhense Seane Melo, tamanha a verossimilhança da forma como se deu a narrativa. Mas logo vi que havia uma personagem, Vanessa, que na verdade parece ter sido mesmo inspirada por casos de moças reais. Em entrevista para a revista Claudia, Seane afirma que “Sentia falta de ler diálogos mais casuais em que a mulher não estivesse sempre disponível”. A autora – também podcaster no @mulheresqueescrevem – publica outras histórias…

  • Indicações,  Livros

    Clara Averbuck Toureando o Diabo

    A escritora gaúcha Clara Averbuck dedica seu sétimo livro “pras minas”. Scanners de agendas conferem suspeita verossimilhança ao relato em algumas das páginas em preto e branco, nas quais ela escreve sobre relações quase sempre efêmeras em metalinguagem irônica: “Eu vivo de fazer versões da vida que não são verdade, mas todo mundo acha que é diário, que é confessional. Quero ver chamar literatura de homem de confessional. Jamais aconteceu, né? Só mulheres têm pecado pra confessar”. Parceria com a ilustradora Eva Uviedo, “Toureando o Diabo” foi lançado em 2015 por financiamento coletivo – mas ainda restam exemplares raros na Estante Virtual. Stephania AmaralMestra em cinema de horror, revisora e aspirante à crítica de música no @discosdaste

  • Livros,  Podcasts

    Drops FpE #23 Big Little Lies

    A conversa de hoje é sobre o seriado Big Little Lies, produzido pelo canal de TV à cabo HBO, que foi adaptado do livro Pequenas Grandes Mentiras da Liane Moriarty. Estrelada por Nicole Kidman, Reese Whiterspoon, Laura Dern, Zoe Kravitz e Shailene Woodley, a primeira temporada foi dirigida por Jean Marc Vallé. Com o acréscimo de Meryl Streep no elenco, a segunda temporada, por sua vez, teve direção de Andrea Arnold. O programa é apresentado por Isabel Wittmann do Estante da Sala e traz a convidada Domenica Mendes, do Perdidos na Estante e O Podcast é Delas. Feedback: contato@feitoporelas.com.br Feed|Facebook|Twitter|Instagram|Letterboxd|Telegram Edição: Felipe Ayres e Isabel Wittmann Pesquisa e pauta: Isabel Wittmann Arte da capa: Isabel Wittmann Vinheta: Felipe…

  • Indicações,  Livros

    Controle, de Natalia Borges Polesso

    Já se encontra em pré-venda pela Companhia das Letras o primeiro romance da escritora Natalia Borges Polesso. “Controle” parte da relação homoafetiva entre mulheres para refletir sobre as escolhas que precisam ser feitas ao longo da vida. Polesso ganhou o Prêmio Jabuti na categoria contos com “Amora”, em 2016. Camila VieiraJornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema.

  • Indicações,  Livros

    Magra de Ruim, Sirlanney

    Pausa em minhas costumeiras indicações musicais pois preciso falar sobre a Sirlanney (aliás já falei no podcast, mas reforço aqui). O trabalho da ilustradora cearense me impactou muito neste tardio contato com o livro “Magra de Ruim”. Passando por temáticas da solidão ao empoderamento, as aquarelas metalinguísticas e muito livres me deixaram morta de vontade de voltar a desenhar, o que tenho feito. Com um erotismo pungente, Sy não tem vergonha de expor seus dramas e sua força. Stephania AmaralMestra em cinema de horror, revisora e aspirante à crítica de música no @discosdaste

  • Indicações,  Livros

    O Segundo Sexo

    Em homenagem aos 70 anos de O Segundo Sexo, a editora Nova Fronteira lança uma nova edição comemorativa da obra de Simone de Beauvoir. A publicação conta com textos de pesquisadoras brasileiras, como Mary Del Priori, Djamila Ribeiro, Mirian Goldenberg e Marcia Tiburi Camila VieiraJornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema.

  • Indicações,  Livros

    Minha História

    “Minha história”, de Michelle Obama, se aproxima da marca de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo e está prestes a se tornar a autobiografia mais vendida da história. O livro foi publicado no Brasil pela Companhia das Letras. A obra de Michelle Obama tem o “potencial de se tornar o livro de memórias mais bem-sucedido de todos os tempos”, afirmou Markus Dohle, CEO da Penguin Random House, que publicou a obra simultaneamente em 22 países.  Camila VieiraJornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema.

  • Indicações,  Livros

    Livros da Editora Elefante

    A editora Elefante acaba de publicar dois livros importantes de autoras feministas: “Olhares Negros – Raça e Representação“, da bell hooks e “O ponto zero da revolução“, de Silvia Federici. O primeiro livro parte da compreensão das relações entre raça, representação, autodefinição das pessoas negras e descolonização. O segundo livro é fruto de 40 anos de pesquisa de Federici sobre a natureza do trabalho doméstico, da reprodução sexual e da luta feminista para construir alternativas às relação capitalistas e patriarcais que oprimem as mulheres. Camila VieiraJornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema.

  • Indicações,  Livros

    Zaralha: abri minha pasta, de Letícia Novaes

    Citei em uma newsletter anterior minha fixação por esta mulher, Letícia Novaes*. Bem, meu livro dela não tinha chegado pelo correio ainda, agora volto com mais detalhes insPIRADOS 😀 Serei breve porém enfática. Como bem disse Bruna Beber no prefácio, Zaralha pode e deve ser catalogado como um livro de poesia, ou melhor “uma porção de vida cercada de poesia por todos os lados”. Em minhas palavras, é uma obra de arte, uma enciclopédia nostálgica da infância, um relicário da vida adulta, além de cavalos e dos poemas viscerais que compõem as deliciosas e ultra coloridas páginas, ao lado de fotos e bilhetes manuscritos cheios de corpo e alma.Zaralha é muito mais que uma pasta amarela,…

  • Indicações,  Livros

    O livro de Lilith, de Bárbara Black Koltuv

    Ser convidada pela Isabel para integrar o Feito por Elas fez com que eu me tornasse muito do que sou hoje e a descoberta de trabalhos de cineastas mulheres foi além do Podcast. Tenho uma disciplina no Cefet sobre diretoras brasileiras e estudo o filme de uma delas em minha dissertação: O Despertar de Lilith, de Monica Demes, entrevistada por mim em um de nossos Drops. A Michelle, que inclusive descobriu a película, sentiu minha obsessão pelo tema e me enviou O livro de Lilith: O Resgate do Lado Sombrio do Feminino Universal, parte da coleção Biblioteca Psicologia e Mito da Editora Cultrix.  A autora, a psiquiatra Bárbara Black Koltuv, apresenta uma…