• Indicações,  Livros

    Sobre Gatos, de Doris Lessing

    Acabo de ler “Sobre Gatos”, da Doris Lessing (1919-2013), escritora britânica que recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 2007. Foi um presente acertadíssimo de amiga oculta da colega Camila Vieira! Excelente tradução feita pela Julia Romeu. Fiquei chocada com alguns relatos da autora, especialmente sobre sua infância no interior, quando os bichanos eram tratados como pragas domésticas. Me apaixonei pela “gata cinza” e pela “gata preta” e me revoltei por não saber como elas se chamavam, enquanto os gatos machos esbanjavam nomes compostos de realeza. Entre práticas que eu questiono e discordo, como a não castração, um certo especismo anti-viralatas e comentários que pra mim soam absurdos ofensivos como “é só um…

  • Indicações,  Livros

    A teus pés, Ana Cristina Cesar

    Ao final do ensino médio eu tive meu primeiro contato com a obra da Ana Cristina Cesar (1952-1983), na antologia 26 Poetas Hoje, organizada pela Heloísa Buarque de Hollanda, na qual também constam as poetas marginais da geração mimeógrafo Leila Miccolis, Isabel Câmara, Vera Pedrosa e Zulmira Tavares. Fiquei impactada pelo tom confessional e extremamente íntimo e desprendido dos trechos de diários (semificcionais ou não), especialmente: Acordei com coceira no hímen. No bidê com espelhinho examinei o local. Não surpreendi indícios de moléstia. Meus olhos leigos na certa não percebem que um rouge a mais tem significado a mais. Passei pomada branca até que a pele (rugosa e murcha) ficasse brilhante.…

  • Indicações,  Livros

    Digo Te Amo para Todos Que Me Fodem Bem, de Seane Melo

    Uma amiga me emprestou recentemente o livro “Digo Te Amo para Todos Que Me Fodem Bem” (Quintal Edições). Quando comecei a ler no busão já de volta pra casa, animada pelo impacto que causou nela, pensei que eram relatos da autora maranhense Seane Melo, tamanha a verossimilhança da forma como se deu a narrativa. Mas logo vi que havia uma personagem, Vanessa, que na verdade parece ter sido mesmo inspirada por casos de moças reais. Em entrevista para a revista Claudia, Seane afirma que “Sentia falta de ler diálogos mais casuais em que a mulher não estivesse sempre disponível”. A autora – também podcaster no @mulheresqueescrevem – publica outras histórias…

  • Indicações,  Livros

    Clara Averbuck Toureando o Diabo

    A escritora gaúcha Clara Averbuck dedica seu sétimo livro “pras minas”. Scanners de agendas conferem suspeita verossimilhança ao relato em algumas das páginas em preto e branco, nas quais ela escreve sobre relações quase sempre efêmeras em metalinguagem irônica: “Eu vivo de fazer versões da vida que não são verdade, mas todo mundo acha que é diário, que é confessional. Quero ver chamar literatura de homem de confessional. Jamais aconteceu, né? Só mulheres têm pecado pra confessar”. Parceria com a ilustradora Eva Uviedo, “Toureando o Diabo” foi lançado em 2015 por financiamento coletivo – mas ainda restam exemplares raros na Estante Virtual. Stephania AmaralMestra em cinema de horror, revisora e aspirante à crítica de música no @discosdaste

  • Livros,  Podcasts

    Drops FpE #23 Big Little Lies

    A conversa de hoje é sobre o seriado Big Little Lies, produzido pelo canal de TV à cabo HBO, que foi adaptado do livro Pequenas Grandes Mentiras da Liane Moriarty. Estrelada por Nicole Kidman, Reese Whiterspoon, Laura Dern, Zoe Kravitz e Shailene Woodley, a primeira temporada foi dirigida por Jean Marc Vallé. Com o acréscimo de Meryl Streep no elenco, a segunda temporada, por sua vez, teve direção de Andrea Arnold. O programa é apresentado por Isabel Wittmann do Estante da Sala e traz a convidada Domenica Mendes, do Perdidos na Estante e O Podcast é Delas. Feedback: contato@feitoporelas.com.br Feed|Facebook|Twitter|Instagram|Letterboxd|Telegram Edição: Felipe Ayres e Isabel Wittmann Pesquisa e pauta: Isabel Wittmann Arte da capa: Isabel Wittmann Vinheta: Felipe…

  • Indicações,  Livros

    Controle, de Natalia Borges Polesso

    Já se encontra em pré-venda pela Companhia das Letras o primeiro romance da escritora Natalia Borges Polesso. “Controle” parte da relação homoafetiva entre mulheres para refletir sobre as escolhas que precisam ser feitas ao longo da vida. Polesso ganhou o Prêmio Jabuti na categoria contos com “Amora”, em 2016. Camila VieiraJornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema.

  • Indicações,  Livros

    Magra de Ruim, Sirlanney

    Pausa em minhas costumeiras indicações musicais pois preciso falar sobre a Sirlanney (aliás já falei no podcast, mas reforço aqui). O trabalho da ilustradora cearense me impactou muito neste tardio contato com o livro “Magra de Ruim”. Passando por temáticas da solidão ao empoderamento, as aquarelas metalinguísticas e muito livres me deixaram morta de vontade de voltar a desenhar, o que tenho feito. Com um erotismo pungente, Sy não tem vergonha de expor seus dramas e sua força. Stephania AmaralMestra em cinema de horror, revisora e aspirante à crítica de música no @discosdaste

  • Indicações,  Livros

    O Segundo Sexo

    Em homenagem aos 70 anos de O Segundo Sexo, a editora Nova Fronteira lança uma nova edição comemorativa da obra de Simone de Beauvoir. A publicação conta com textos de pesquisadoras brasileiras, como Mary Del Priori, Djamila Ribeiro, Mirian Goldenberg e Marcia Tiburi Camila VieiraJornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema.

  • Indicações,  Livros

    Minha História

    “Minha história”, de Michelle Obama, se aproxima da marca de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo e está prestes a se tornar a autobiografia mais vendida da história. O livro foi publicado no Brasil pela Companhia das Letras. A obra de Michelle Obama tem o “potencial de se tornar o livro de memórias mais bem-sucedido de todos os tempos”, afirmou Markus Dohle, CEO da Penguin Random House, que publicou a obra simultaneamente em 22 países.  Camila VieiraJornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema.

  • Indicações,  Livros

    Livros da Editora Elefante

    A editora Elefante acaba de publicar dois livros importantes de autoras feministas: “Olhares Negros – Raça e Representação“, da bell hooks e “O ponto zero da revolução“, de Silvia Federici. O primeiro livro parte da compreensão das relações entre raça, representação, autodefinição das pessoas negras e descolonização. O segundo livro é fruto de 40 anos de pesquisa de Federici sobre a natureza do trabalho doméstico, da reprodução sexual e da luta feminista para construir alternativas às relação capitalistas e patriarcais que oprimem as mulheres. Camila VieiraJornalista, crítica, curadora e realizadora de cinema.