Blogs,  Filmes,  Isabel Wittmann,  Livros

Corpo, sexo e máquina

“Fisiologicamente, no uso normal da tecnologia (ou seja, de seu corpo em extensão vária), o homem é perpetuamente modificado por ela, mas em compensação sempre encontra novos meios de modificá-la. É como se o homem se tornasse o órgão sexual do mundo da máquina, como a abelha do mundo das plantas, fecundando-o e permitindo o evolver de formas sempre novas. O mundo da máquina corresponde ao amor do homem atendendo a suas vontades e desejos, ou seja, provendo-o de riqueza. Um dos méritos da pesquisa motivacional foi o da revelação da relação entre o Sexo e o carro”
MCLUHAN, Marshall. Os Meios de Comunicação Como Extensão do Homem

Filmes: Crash – Estranhos Prazeres (Crash, 1996), dirigido por David Cronenberg e Titane (2021), dirigido por Julia Ducournau.

Compartilhe
Share

Projeto para discutir, criticar e divulgar os trabalhos de mulheres no cinema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.