Notícias

Dicas de cinebiografias dirigidas por mulheres

O cinema sempre flertou com histórias de personagens marcantes da vida real, a ponto de sofisticar o desenvolvimento de um subgênero: a cinebiografia. A dramatização de acontecimentos que envolvem a biografia de uma personalidade famosa ou mesmo a difusão de histórias marcantes de personagens anônimos despertam o interesse de diferentes públicos ao redor do mundo. O serviço de streaming do Telecine oferece aos seus assinantes um catálogo diversificado de cinebiografias no formato longa-metragem. O Feito por Elas selecionou um recorte de cinco filmes de tal subgênero, dirigidos por mulheres. 

Selma – Uma Luta pela Igualdade (2014) – Ava DuVernay

Vencedor do Oscar 2015 de Melhor Canção Original, Selma é dirigido pela diretora negra estadunidense Ava Duvernay. Trata da cinebiografia de Martin Luther King que, nos anos 60, organiza uma marcha pacífica na cidade de Selma em busca de direitos eleitorais para os negros nos Estados Unidos. O acontecimento teve repercussão na opinião pública norte-americana e possibilitou a implementação da Lei dos Direitos de Voto, em 1965. Assista aqui.

Duas Rainhas (2018) – Josie Rourke

Novidade no catálogo de streaming do Telecine, Duas Rainhas recebeu duas indicações ao Oscar e é dirigido pela inglesa Josie Rourke. Prometida para o filho mais velho do rei Henrique II, Mary Stuart é enviada ainda criança para a França. Anos depois, seu marido morre e ela volta para a Escócia com o intuito de retomar o trono, que está com seu irmão James e a esposa Elizabeth I. Assista aqui.

Detroit em Rebelião (2017) – Kathryn Bigelow

Dirigido pela premiada estadunidense Kathryn Bigelow, o filme narra a história de um jovem segurança negro que precisa defender a loja onde trabalha, durante uma revolta contra a opressão racial de 1967, em Detroit. Um grupo de jovens negros é intimidado violentamente pela polícia no Motel Algiers. Assista aqui.

Maudie: sua vida e sua arte (2016) – Aisling Walsh

Dirigido pela irlandesa Aisling Walsh, o filme narra o reconhecimento de uma artista popular na Irlanda, que tem artrite reumatoide e sofre preconceito de pessoas que a tomam por incapaz. Quando encontra uma vaga de ajudante de fazendeiro, ela cria pinturas que lhe dão certa fama, enquanto desenvolve uma relação com Everett, dono do local. Assista aqui.

Esse conteúdo foi produzido pelo Feito por Elas, de maneira patrocinada, em parceria com o Telecine.  
Compartilhe
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *