• Podcasts

    Feito por Elas #80 Thelma e Louise

    Nesse programa conversamos sobre Thelma e Louise (Thelma & Louise, 1991), dirigido pelo Ridley Scott, que esse ano completa 28 anos de lançamento e se tornou um filme marcante quando se trata de protagonismo feminino. Ele recebeu 6 indicações ao Oscar: montagem, fotografia, direção, atriz pras duas protagonistas (Susan Sarandon e Geena Davis) e roteiro original, sendo premiado por esse último. Destacamos o trabalho da roteirista foi Callie Khouri, que era, então, estreante. O programa é apresentado por Isabel Wittmann do Estante da Sala, Camila Vieira da Revista Sobrecinema e Stephania Amaral do Cinematório e Instagram Discos da Stê. Oferecimento: Telecine: acesse para testar Feedback: contato@feitoporelas.com.br Feed|Facebook|Twitter|Instagram|Letterboxd|Telegram Edição: Felipe Ayres e Isabel Wittmann Pesquisa e pauta: Isabel Wittmann Arte da capa:…

  • Notícias

    A Vida Invísivel representa o Brasil na corrida pelo Oscar

    A Academia Brasileira de Cinema anunciou hoje pela manhã, em coletiva de imprensa que ocorreu em São Paulo, o filme escolhido para representar o Brasil no na disputa pela vaga para o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar de 2020. O indicado é A Vida Invisível, dirigido pelo cineasta cearense Karim Aïnouz. O drama é adaptado do livro de Martha Batalha, trata da trajetória das irmãs Guida e Eurídice no Rio de Janeiro na década de 1950, lutando contra o conservadorismo. O longa é protagonizado por Fernanda Montenegro, Carol Duarte e Julia Stockler. A comissão responsável pela escolha foi composta por Anna Muylaert (presidente); Amir Labaki; Sara Silveira; David…

  • Notícias

    Filmes de diretoras brasileiras para ver direto na internet

    O cinema produzido no Brasil, mesmo enfrentando desvalorização, dificuldades e preconceitos, já provou que é capaz de nos entregar filmes de qualidade ímpar. A variedade de temas e propostas, a abordagem de questões sociais e políticas com profundidade e criatividade, além do estilo e da estética, são características que chamam a atenção de cinéfilos e críticos do mundo inteiro. Nosso cinema está sempre marcando presença em festivais internacionais, sendo, muitas vezes, reconhecido com prêmios importantes.  As diretoras brasileiras, claro, são essenciais nesse movimento. Elas são responsáveis por grandes filmes que falam diretamente com nossa sociedade e, ao mesmo tempo, projetam o Brasil e a arte cinematográfica nacional para o público…

  • Discos,  Indicações

    Julia Jacklin, “Head Alone”

    Convido vocês a conhecer o trabalho indie folk da cantora e compositora australiana Julia Jacklin a partir do videoclipe de “Head Alone”, faixa do mais recente disco dela, Crushing (2019), sucessor de Don’t let the kids win (2016). No plano sequência de pouco menos de 3 minutos (não parece haver cortes), a moça de vestido florido de época abraça um rapaz intensamente, 360 graus de abraço. Logo, ela se afasta com delicadeza, e não sem antes olhar pra trás uma última vez, sai pela rua, diante de um poético céu violeta, dá murrinhos no ar e corre dançando, cabelos ao vento, enquanto canta versos libertadores como “eu não quero ser…

  • Indicações,  Livros

    Clara Averbuck Toureando o Diabo

    A escritora gaúcha Clara Averbuck dedica seu sétimo livro “pras minas”. Scanners de agendas conferem suspeita verossimilhança ao relato em algumas das páginas em preto e branco, nas quais ela escreve sobre relações quase sempre efêmeras em metalinguagem irônica: “Eu vivo de fazer versões da vida que não são verdade, mas todo mundo acha que é diário, que é confessional. Quero ver chamar literatura de homem de confessional. Jamais aconteceu, né? Só mulheres têm pecado pra confessar”. Parceria com a ilustradora Eva Uviedo, “Toureando o Diabo” foi lançado em 2015 por financiamento coletivo – mas ainda restam exemplares raros na Estante Virtual.

  • Filmes,  Indicações

    XXY, de Lucía Puenzo

    Já ouviu nosso podcast sobre a diretora argentina Lucía Puenzo? O longa dela XXY (2007) está disponível na Netflix! No drama, a atriz Inés Efron vive Alex, intersexual que aos 15 anos mora com os pais (um deles vivido pelo Ricardo Darín), que lidam com os desafios de sua condição médica e a hostilidade enfrentada durante suas descobertas. O filme é muito pesado e difícil de ser assistido – costumamos preferir películas que retratam a sexualidade e especialmente questões de gênero de forma mais leve.

  • Podcasts

    Feito por Elas #79 Haifaa al-Mansour

    O programa de hoje é sobre a cineasta saudita Haifaa al-Mansour e seus filmes O Sonho de Wadjda (Wadjda, 2012), Mary Shelley (2017) e Felicidade por um Fio (Nappily Ever After, 2018). O programa é apresentado por Isabel Wittmann do Estante da Sala, Kel Gomes do Cinematório, com participação da crítica de cinema Yasmine Evaristo, do Entrando Numa Fria, Plano Aberto e Clube da Poltrona. Oferecimento: Telecine: acesse para testar Feedback: contato@feitoporelas.com.br Feed|Facebook|Twitter|Instagram|Letterboxd|Telegram Edição: Felipe Ayres e Isabel Wittmann Pesquisa e pauta: Isabel Wittmann Arte da capa: Amanda Menezes Vinheta: Felipe Ayres Locução: Deborah Garcia (deh.gbf@gmail.com) Assine nosso Padrim Assine nosso Patreon Mencionados: [FILME] Filhos do Paraíso (Bacheha-Ye aseman, 1997), de Majid Amidi [FILME] Tempos de Espera (La…

  • Blogs,  Stephania Amaral

    Era uma vez em Hollywood

    Tarantino sempre passa do ponto em algum momento. Mas apesar de todas as questões, da falta de falas pra fascinante Sharon Tate, continua valendo a pena. Fui pro cinema apenas com uma sinopse (muito mal escrita) e os teasers engraçadinhos que não pude evitar no insta. Margot estava felizinha demais, todo mundo numa vibe muito […] https://stephaniaamaral.wordpress.com/2019/08/15/era-uma-vez-em-hollywood/...

  • Notícias

    Tomboy, de Céline Sciamma, volta ao cinema

    O filme Tomboy, vencedor do prêmio Teddy de cinema LGBT no Festival de Berlim e dirigido pela cineasta francesa Céline Sciamma, volta ao cinema em breve. A oportunidade é para quem está na cidade de São Paulo, em uma programação especial que ocorrerá entre 12 a 18 de setembro no Petra Belas Artes. O motivo é o aniversário de 30 anos da Pandora Filmes, que, para a ocasião, irá relançar 13 longas que foram lançados no Brasil originalmente pela própria distribuidora, em película, além de 2 filmes inéditos. Algumas sessões serão seguidas de debates, realizados em parceria com a #Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Os ingressos da…

  • Recados

    Prêmio do mês de Agosto

    Conforme anunciamos no mês abril, a partir de agora, madrinhas e padrinhos que contribuírem com 10 reais ou mais ou 3 dólares ou mais com nosso projeto, além de receberem nossa newsletter quinzenal, terão uma nova contrapartida: todo mês, vamos sortear alguma surpresa para vocês! O nosso próximo programa será sobre a cineasta saudita Haifaa al-Mansour, então sortearemos seu filme O Sonho de Wadjda, que foi o primeiro longa a ser rodado na Arábia Saudita e será debatido no programa. O sorteio será realizado na quinta-feira dia 15. Para concorrer basta ser alguém que doa conforme os valores citados acima e estar com o pagamento em dia na data. Seguem os…