• Discos,  Indicações

    Tem Conserto, de Clarice Falcão

    Clarice Falcão voltou. A menina que começou cantando paixões um tanto quanto submissas e tragicômicas em Monomania (2013) e amadureceu na forma empoderada de lidar com dramas românticos em Problema Meu (2016), sem jamais perder a ironia. Tem Conserto (2019) inicia com uma aura bad, a julgar por “Minha Cabeça”, “Morrer Tanto”* e “Esvaziou”, cujo clipe meditativo (genérico) esvazia um pouco a tristeza do luto. Porém em meio ao choro, Clarice faz rir na sequência com as dançantes “Horizontalmente” (na real um depressivo caso de amor com a cama) e “Dia D” (ousado refrão de funk), lembrando “Hey DJ” da Xuxa nos tempos áureos em “CDJ”, link pra terminar de…

  • Filmes,  Indicações

    Especial de Ano Todo com Clarice Falcão

    A cantora (o tempo todo com o mesmo vestido de globo de luz) e a banda Exército de Bebês faz de tudo para agradar o espectador no ‘Especial de ano todo com Clarice Falcão‘, dirigido por Joana Mazucchelli. Metalinguístico, quase escatológico e – tirando as partes de vergonha alheia extrema – o show tem seus momentos, como a versão de “Mágóas de Março” do Tom Jobim e “Pedaço de Mim” do Chico Buarque, além de outras canções originais e da participação da produtora fictícia Jô, sempre solicitada ao palco Stephania AmaralMestra em cinema de horror, revisora e aspirante à crítica de música no @discosdaste