Cinema,  Críticas e indicações,  Filmes

20 Melhores filmes vistos pela primeira vez em 2023

Todo ano eu faço essa listinha, que abarca alguns dos filmes que não são lançamento que mais gostei de conhecer. A descoberta de novos filmes é uma constante na busca por cinemas interessantes, mas esse ano sinto que não explorei tanta coisa nova. Foram muitas revisões para acabar a tese e, nas horas vagas, optei muito por filmes de atrizes que tenho interesse (esse foi um ano povoado especialmente por Bette Davis) e não necessariamente me atentando às pessoas dirigindo. Como sempre, para facilitar, em caso de haver mais de um filme com a mesma direção que pudesse figurar entre meus preferidos, incluí apenas um (senão seriam 3 Minnellis). A lista também pode ser conferida no letterboxd, onde também é possível ver minha nota. A ordem da disposição é cronológica, já que ranquear seria uma tarefa ingrata. Seguem os escolhidos.

Êxtase (Ekstase, 1933)

Direção: Gustav Machatý

Mazurka (1935)

Direção: Willi Forst

Mulher Marcada (Marked Woman, 1937)

Direção: Lloyd Bacon

A Mulher Oculta (The Lady Vanishes, 1938)

Direção: Alfred Hitchcock

Uma Cabana no Céu (Cabin in the Sky, 1943)

Direção: Vincente Minnelli

Espelho d’Alma (The Dark Mirror, 1946)

Direção: Robert Siodmak

Entre o Amor e o Pecado (Forever Amber, 1947)

Direção: Otto Preminger

Na Teia do Destino (The Reckless Moment, 1949)

Direção: Max Ophüls

O Dia em que a Terra Parou (The Day The Earth Stood Still, 1951)

Direção: Robert Wise

Rio, 40 Graus (1955)

Direção: Nelson Pereira dos Santos

Falstaff (Chimes at Midnight, 1965)

Direção: Orson Welles

Rebeldia Indomável (Cool Hand Luke, 1967)

Direção: Stuart Rosenberg

O Funeral das Rosas (Bara no sôretsu, 1969)

Direção: Toshio Matsumoto

Serpico (1973)

Direção: Sidney Lumet

Born in Flames (1983)

Direção: Lizzie Borden

Comer Beber Viver (Yin shi nan nu, 1994)

Direção: Ang Lee

Underground: Mentiras de Guerra (Underground, 1995)

Direção: Emir Kusturica

Conflitos Internos (Mou gaan dou, 2002)

Direção: Andrew Lau e Alan Mak

Diários de Mumbai (Dhobi Ghat, 2010)

Direção: Kiran Rao

Shin Godzilla (Shin Gojira, 2016)

Direção: Hideaki Anno e Shinji Higuchi


Anos anteriores:

20 Melhores filmes vistos pela primeira vez em 2022

30 melhores filmes vistos pela primeira vez em 2021

Os 20 melhores filmes vistos pela primeira vez em 2020

Os 15 melhores filmes vistos pela primeira vez em 2019

Os 20 melhores filmes vistos pela primeira vez em 2018

O 20 melhores filmes de 2017 que não são de 2017

Os 30 Melhores Filmes de 2016 que não são de 2016

Os 30 Melhores Filmes de 2015 que não são de 2015

Os 30 Melhores Filmes de 2014 que não são de 2014

Compartilhe
Share

Crítica de cinema, doutora em Antropologia Social, pesquisa corpo, gênero, sexualidade e cinema e é feminista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *