• Filmes,  Indicações

    Crip Camp: Revolução pela Inclusão

    O documentário Crip Camp: Revolução pela Inclusão (Crip Camp, 2020), dirigido por Nicole Newnham e James Lebrecht, estreou no catálogo da Netflix. A sinopse não dá conta de seu conteúdo: faz parecer que aborda um acampamento de verão nos Estados Unidos para adolescentes com deficiência nos anos 60 e 70. Esse tema por si só já seria interessante, uma vez que, como o próprio doc deixa claro, pessoas com deficiência não tinham direitos garantidos naquela época e a maioria dos jovens tinha pouca convivência fora de casa, porque as escolas públicas raramente os aceitavam. Muitos permaneciam em casa ou institucionalizados. Mas além de abordar o ineditismo do local, em termos pedagógicos e…

  • Blogs,  Isabel Wittmann

    Frida (2002)

    É difícil analisar o filme Frida (2002), dirigido por Julie Taymor, sem falar sobre seu processo de produção, uma vez que ele está completamente ligado ao resultado final do filme. O filme retrata a história da pintora mexicana Frida Kahlo de quando ela era uma estudante e sofreu um acidente

  • Filmes,  Indicações

    Revelação (2020)

    Entre as novidades de streaming dessa semana, está o documentário Revelação (Disclosure: Trans Lives on Screen, 2020), dirigido por Sam Feder. O filme propõe uma análise sobre a forma como pessoas transgênero foram representadas ao longo da história do cinema, do ridículo ou ameaçador chegando ao bem intencionado mas equivocado, passando sempre pelo erro de colocar pessoas cisgênero interpretando a transgeneridade. O panorama resultante dessa recapitulação é bastante desolador. O fio condutor são os depoimentos de pessoas ligadas ao cinema e à televisão como as atrizes Laverne Cox, Jen Richards e Alexandra Billings, a historiadora Susan Stryker e cineastas como Lilly Wachowski e Yance Ford (que, inclusive, é o primeiro diretor transgênero indicado…

  • Notícias

    Orgulho LGBTI+ no Feito por Elas

    O dia 28 de junho é o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+ e aproveitando a data, vamos fazer uma postagem para enaltecer cineastas LBTI ou que trabalhem com a temática LGBTI+ e/ou queer sobre as quais já temos programas. Resistir e celebrar sempre! Segue abaixo: Feito por Elas #15 Lana e Lilly Wachowski As irmãs Lana e Lilly Wachowski são as primeiras cineastas transgênero que se tenha notícia trabalhando em Hollywood. Falamos sobre seu filme Ligadas Pelo Desejo (1996), protagonizado por duas mulheres em relacionamento, e Sense8 (2015-2018), seriado com boa representatividade LGBTI. Feito por Elas #16 Chantal Akerman Chantal Akerman recusava rótulo como “mulher”, “judia” ou “lésbica”, mas mesmo…

  • Notícias

    Filmes dirigidos por mulheres para ver no Telecine

    Continuando nessa série, depois de listar filmes de diretoras que já abordamos em nossos podcast disponíveis na Netflix e no Prime Video, chegou a vez do streaming do Telecine. Segue a lista, todos com link direto para o filme: La Pointe Courte (1955), de Agnès Varda Cléo das 5 às 7 (Cléo de 5 à 7, 1962), de Agnès Varda As Duas Faces da Felicidade (Le Bonheur, 1965), de Agnès Varda Os Renegados (Sans Toit Ni Loi, 1985), de Agnès Varda Varda por Agnès (Varda par Agnès, 2019), de Agnès Varda Que Horas Ela Volta? (2015), de Anna Muylaert Amelia (2009), de Mira Nair O Segredo das Águas (Futatsume No…

  • Notícias

    Filmes dirigidos por mulheres para ver no Prime Video

    Preparamos mais uma lista de filmes para você aproveitar, dessa vez no Prime Video da Amazon. Como na lista da Netflix, são filmes muito variados e destacamos aqueles dirigidos por cineastas a quem já dedicamos programas. Segue a lista, todos com link direto para o filme: Psicopata Americano (American Psycho, 2000), de Mary Harron É Proibido Fumar (2009), de Anna Muylaert Sabor da Vida (An, 2016), de Naomi Kawase O Segredo das Águas (Futatsume no mado, 2015), de Naomi Kawase Brilho de uma Paixão (Bright Star, 2010), de Jane Campion Bling Ring: A Gangue de Hollywood (Bling Ring, 2013), de Sofia Coppola Jogo Perverso (Blue Steel, 1989), de Kathryn Bigelow…

  • Notícias

    Filmes dirigidos por mulheres para ver na Netflix

    Em meio a quarentena muitas pessoas pediram dicas de filmes que possam ver em plataformas de streaming. Como as opções são muitas, separamos para vocês filmes dirigidos por diretoras que já abordamos em nossos programas. Hoje listamos aqueles disponíveis na Netflix. Tem filme para todos os gostos! Segue a lista, todos com link direto para o filme: Mãe Só Há Uma (2016), de Anna Muylaert Feira das Vaidades (Vanity Fair, 2004), de Mira Nair Em Carne Viva (In the Cut, 2003), de Jane Campion O Destino de Júpiter (Jupiter Ascending, 2015), de Lana e Lilly Wachowski As Vozes (The Voices, 2014), de Marjane Satrapi Califórnia (2015), de Marina Person O…

  • Blogs,  Críticas,  Isabel Wittmann

    Sense8

    Esse texto foi originalmente escrito para a revista LumeScope em 04/06/2018 No dia 24 de junho último, foi ao ar na plataforma de streaming Netflix o episódio final do seriado Sense8, criado por Lana e Lilly Wachowski. Dirigido por Lana Wachowski, ele tratou de arrematar algumas pontas que haviam ficado ...