Indicações,  Seriados

CRASHING, Phoebe pré Fleabag

Bem que a Isa disse que valia a pena assistir a Crashing (2016-), disponível na Netflix. A série foi escrita e protagonizada pela Phoebe Waller-Bridge (Fleabag) – vulgo mulher do momento – que em breve terá um programa só pra ela! Em menos de uma semana eu vi e revi os curtos e bombásticos 6 episódios (“Phobe é econômica”) sobre uma turma que vive em um hospital desativado. Lulu, personagem da Phoebe, chega para desmoronar ainda mais o local que já está caindo aos pedaços (como indica o título) e as conexões entre os que ali vivem. Sam, Kate, Anthony, Melody, Colin e Fred são personagens interessantes e com curvas surpreendentes, todos com tempo de cena e espaço justo no roteiro. Alguns elementos que aparecem depois em Fleabag (2016-2019) já estavam presentes no estilo da criadora, como o luto, o humor bruscamente cortado pelo drama, os palavrões e os diálogos ora honestos ora em contraste com as atitudes logo em seguida. Phoebe trabalha bem até com o escatológico, tô impressionada com o quanto ela sabe nos libertar. Que mulher!

Compartilhe
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *