Discos,  Indicações

Mais que os Olhos Podem Ver, de Jade Baraldo

Tenho ouvido muito o “Mais que os Olhos Podem Ver” (2019), disco de estreia de Jade Baraldo. A xovem que surgiu ano passado com o refrão forte “vadia, louca, depravada…” continua corajosa e indomável desde os primeiros versos em “perigo” (veja o clipe abaixo), depois do convite “vem sentir comigo”: “não tenho medo de ser quem eu sou, nem tenho vergonha nenhuma de expor”. O clima de romance é mais forte no primeiro ato, em faixas como “nós 2”, “yo quiero!” e “jardim”. Ela canta em inglês em “oh my baby… let’s die together”, reforçando a pegada pop embalada por alt-R&B e MPB. As letras ficam mais críticas e agressivas em “encosto”, que trata de um relacionamento abusivo e “lilith” (que foi meu tema de mestrado, me ganhou heheh) até “desculpa amigo”, prevendo a repetição do álbum indefinidamente quando Jade canta “de novo, de novo, de novo”… antes de “res3t4r” ao final.

Compartilhe
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *