• Blogs,  Cinema,  Críticas,  Isabel Wittmann

    A Vida é uma Dança e a obra de Dorothy Arzner

    Dorothy Arzner é uma das pioneiras do cinema. Nasceu em 1897 e começou a trabalhar como diretora no final da década de 1920, ainda no cinema mudo. Fez a transição para o cinema sonoro e trabalhou até 1943, sendo a única mulher que se saiba estar dirigindo filmes em Hollywood ao longo da década de 1930. Foi também a primeira mulher a integrar o Sindicato dos Diretores nos Estados Unidos. Curiosamente, eu estava vendo, esses dias, o documentário Alice Guy-Blaché: A História Não Contada da Primeira Cineasta do Mundo (Be Natural: The Untold Story of Alice Guy-Blaché, 2018), dirigido por Pamela B. Green e nele aparece uma carta de Guy…

  • Blogs,  Cinema,  Isabel Wittmann

    Os 20 melhores filmes vistos pela primeira vez em 2020

    Essa lista, que faço todos os anos, contém alguns dos filmes que eu mais gostei de conhecer esse ano e que não são lançamentos, nessa constante busca por obras interessantes e que afetam. Como sempre, para facilitar, escolhi apenas filmes ficcionais de longa metragem.  Além disso, para abrir espaço à variedade, diretoras e diretores com mais de um filme que preenchessem esse critério tiveram só um listado. A lista também pode ser conferida no letterboxd. Filmes sobre os quais escrevi ou gravei podcast tem links no título e a ordem da disposição é cronológica. A Boneca do Amor (Die Puppe, 1919) Direção: Ernst Lubitsch A Ceia dos Acusados (The Thin Man,…

  • Blogs,  Cinema,  Isabel Wittmann

    #52FilmsBy Women Ano 5: a Conclusão

    Esse ano está tão atípico que quase não percebi que hoje e dia 30 de setembro e, assim completei o quinto ano do desafio #52FilmsByWomen. A primeira vez que aderi ao desafio foi em 1º de outubro de 2016 e renovei meu compromisso a cada 1º de outubro seguinte. O

    Comentários desativados em #52FilmsBy Women Ano 5: a Conclusão
  • Notícias

    Orgulho LGBTI+ no Feito por Elas

    O dia 28 de junho é o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+ e aproveitando a data, vamos fazer uma postagem para enaltecer cineastas LBTI ou que trabalhem com a temática LGBTI+ e/ou queer sobre as quais já temos programas. Resistir e celebrar sempre! Segue abaixo: Feito por Elas #15 Lana e Lilly Wachowski As irmãs Lana e Lilly Wachowski são as primeiras cineastas transgênero que se tenha notícia trabalhando em Hollywood. Falamos sobre seu filme Ligadas Pelo Desejo (1996), protagonizado por duas mulheres em relacionamento, e Sense8 (2015-2018), seriado com boa representatividade LGBTI. Feito por Elas #16 Chantal Akerman Chantal Akerman recusava rótulo como “mulher”, “judia” ou “lésbica”, mas mesmo…

  • Podcasts

    Feito por Elas #113 Dorothy Arzner

    O nosso programa de hoje é sobre a cineasta estadunidense Dorothy Arzner, uma das pioneiras do cinema. Ela nasceu em 1897 e começou a trabalhar como diretora no final da década de 20, ainda no cinema mudo. Fez a transição para o cinema sonoro e trabalhou até 1943, sendo a única mulher que dirigiu filmes em Hollywood ao longo da década de 1930. Focamos em seu filme A Vida é Uma Dança (Dance, Girl, Dance, 1940), estrelado por Maureen O’Hara e Lucille Ball. O programa é apresentado por Isabel Wittmann, Camila Vieira e Kel Gomes. Oferecimento: Telecine: acesse para testar Feedback: contato@feitoporelas.com.br Feed|Facebook|Twitter|Instagram|Letterboxd|Telegram Pesquisa e pauta: Isabel Wittmann, Camila Vieira e…