Notícias

[43ª Mostra de São Paulo] Confira as premiadas da Mostra!

A Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que ocorreu entre 17 e 30 de outubro na cidade, chegou ao seu fim e com ele veio a divulgação dos filmes premiados na edição. A premiação se deu na cerimônia de encerramento no Auditório Ibirapuera- Oscar Niemeyer na noite de ontem, 30 de outubro, com cerimônia apresentada por Serginho Groisman e Renata de Almeida, a responsável pelo festival. Seguem abaixo os filmes premiados.

Honeyland, de amara Kotevska e Ljubomir Stefanov

O Júri Internacional foi composto por Beto Brant, Lisandro Alonso, Maria de Medeiros e Xénia Maingot e escolheu entre os filmes mais votados pelo público na Competição Novos Diretores. Para eles, o melhor documentário foi Honeyland, dirigido por Tamara Kotevska e Ljubomir Stefanov.

System Crasher, de Nora Fingscheidt

O prêmio de Melhor Ficção do Júri Internacional, por sua vez, foi dividido entre System Crasher, de Nora Fingscheidt; e Dente de Leite, de Shannon Murphy.

Dente de Leite, de Shannon Murphy

O prêmio Projeto Paradiso, uma iniciativa do Instituto Olga Rabinovich, que inclui mentoria nacional e consultoria internacional, foi para O Campo dos Lobos Guarás, de Bárbara Cunha e Paulo Caldas.

O júri da Associação Brasileira de Críticos de CInema (Abraccine) desse ano foi composto por Nayara Reynaud, Pablo Villaça e José Geraldo Couto e o seu prêmio, conferido ao melhor filme brasileiro de realizadores estreantes, foi para Currais, de Sabina Colares e David Aguiar.

Currais, de Sabina Colares e David Aguiar

O Prêmio da Crítica, escolhido pela imprensa especializada que cobre o evento, de Melhor Filme Estrangeiro também foi para Honeyland, dirigido por Tamara Kotevska e Ljubomir Stefanov. Já o prêmio de Melhor Filme Brasileiro foi para Aos Olhos de Ernesto, dirigido por Ana Luiza Azevedo.

Aos Olhos de Ernesto, dirigido por Ana Luiza Azevedo

Como se pode constatar, todos os prêmios de júri e de crítica, portanto, foram para filmes dirigidos ou co-dirigidos por mulheres. Já em se tratando dos prêmios do público, nenhum foi, conforme a lista abaixo:

Melhor Filme Internacional: Parasita, de Bong Joon-ho

Melhor Documentário Internacional: A Grande Muralha Verde, de Jared P. Scott

Melhor Filme Nacional: Pacificado, de Paxton Winters

Melhor Documentário Nacional: Chorão: Marginal Alado, de Felipe Novaes

Compartilhe
Share

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *