Blogs,  Cinema,  Isabel Wittmann

#52FilmsByWomen Ano 6: a Conclusão

Mais um ano se passou e completei o sexto do do desafio #52FilmsByWomen ou, 52 Filmes por Mulheres. Foi em 1º de outubro de 2015 que eu aderi a ele, exatamente na data de seu lançamento e antes do nascimento do Feito por Elas, que foi muito inspirado por ele. Criado pelo Women in Film, consiste em assistir a um filme dirigido por semana durante um ano, totalizando 52 no final. O próprio Feito por Elas Acaba facilitando o cumprimento da meta. No primeiro ano foram 72 longas assistidos, no segundo foram 91, no terceiro foram 147, no quarto foram 130, no quinto 93. Esse ano, com meu doutorado sanduíche e demandas extras de trabalho, o número caiu para 89 longas e cerca de 35 curtas assistidos. Nas listas organizadas só entram os longas, embora os curtas também estejam sinalizados na tag que uso no Letterboxd para me localizar. No total, nesses seis anos, foram, entre longas e curtas, 750 filmes dirigidos por mulheres assistidos.

Novamente vou listar 17 longas ficcionais, 4 documentais e 4 minisséries que mais gostei de ter visto pela primeira vez. Estão ordenados cronologicamente, porque sou incapaz de ranqueá-los. Como algumas diretoras se destacaram no meu coração, também optei por só incluir um de cada uma em cada categoria. Todos os links de críticas sobre eles também estão listados. A lista completa dos filmes no Letterboxd está aqui.

Melhores filmes ficcionais (Ordem cronológica):

O Caçador de Dotes (A New Leaf, 1971), dir Elaine May: podcast

India Song (1975), dir. Marguerite Duras: podcast

Uma Canta, a Outra Não (1977), dir. Agnès Varda

A Ascenção (Voskhozhdenie, 1977), dir. Larisa Shepitko: podcast

Yentl (1983), dir. Barbra Streisand: texto e podcast

Quando Chega a Escuridão (Near Dark, 1987), dir. Kathryn Bigelow: podcast

The Watermelon Woman (1996), dir. Cheryl Dunye: vídeo

Em Minha Pele (Das Ma Peau, 2002), dir. Marina de Van: podcast

Em Carne Viva (In the Cut, 2003), dir. Jane Campion: texto

Lore (2012), dir. Cate Shortland: podcast

High Life (2018), dir. Claire Denis: podcast

First Cow (2018), dir. Kelly Reichardt: podcast

Uma Noite em Miami… (One Night in Miami…, 2020), dir. Regina King: podcast

Nomadland (2020), dir. Chloé Zhao: podcast

Bela Vingança (Promising Young Woman, 2020), dir. Emerald Fennell: podcast

Shiva Baby (2020), dir. Emma Seligman: podcast

Beans (2020), dir. Tracey Deer: podcast

Flores do Cárcere (2019), dir. Paulo Caldas e Barbara Cunha

Meu Rembrandt (Mijn Rembrandt, 2019), dir. Oeke Hoogendijk: texto e podcast

Dick Johnson is Dead (2020), dir. Kirsten Johnson

Elas na Ciência (Picture a Scientist, 2020), dir. Ian Cheney e Sharon Shattuck

I May Destroy You (2020), criada, escrita e parcialmente dirigida por Michaela Coel: podcast

Normal People (2020), dir. Lenny Abrahamson e Hettie Macdonald

Mrs. America (2020), dir. Ryan Fleck & Anna Boden, Amma Asante, Laure de Clermont- Tonnerre e Janicza Bravo

O Caso Evandro, dir. Aly Muritiba e Michelle Chevrand: podcast e entrevista com a diretora


Mais uma vez essa foi ótima experiência. A lista completa de filmes vistos esse ano está disponível no Letterboxd, assim como as lista do primeiro, do segundo , do terceiro, do quarto e do quinto ano. O mesmo ocorre com a avaliação do primeiro, do segundo, do terceiro, do quarto e do quinto ano. Que venha o ano sete!

Compartilhe
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *