Notícias

Filmes para toda a família ver pela internet

O Dia das Crianças está chegando e lembramos de quantos filmes vimos durante nossas infâncias sem saber quem havia dirigido ou roteirizado. Entre locadoras e Sessões da Tarde, acabamos, sem querer, por deixar passar invisíveis os trabalhos de inúmeras mulheres. Por isso, separamos esta lista de filmes dirigidos ou escritos por mulheres para ver e rever com toda a família por meio da plataforma de streaming do Telecine. Levamos em conta que, apesar de alguns filmes mais antigos não terem as mesmas sensibilidades dos debates contemporâneos, eles podem ser boas fontes de diversão e o pontapé para conversas entre adultos e crianças. Confira a lista:

E.T.- O Extraterrestre (E.T. the Extra-Terrestrial, 1982), escrito por Melissa Mathison

Uma figurinha adorável que veio do espaço sideral e quer voltar para casa, o personagem título encantou as crianças dos anos 80. Foram justamente elas, que, no filme, o ajudaram a encontrar seu caminho. Escrito por Melissa Mathison e dirigido por Steven Spielberg, E.T foi premiado com os Oscares de Melhor Som, Melhores Efeitos Visuais, Melhor Edição de Som e Melhor Trilha Sonora Original. Classificação livre.

Assista aqui.

Quero Ser Grande (Big, 1988) escrito por Anne Spielberg e dirigido por Penny Mashall

Que criança não quis um dia ser adulta o mais rápido possível, sem saber que com isso teria que lidar com responsabilidades extras? Com roteiro de Gary Ross e Anne Spielberg, esse jovem clássico mostra um menino que pediu para um gênio em uma misteriosa máquina abandonada em um parque de diversões para se tornar instantaneamente grande. O problema é que ele é atendido e acorda na manhã seguinte no corpo de um adulto, interpretado pelo Tom Hanks, que encarna os trejeitos do garoto com perfeição. Quero Ser Grande foi o primeiro filme dirigido por uma mulher (Penny Marshall) a arrecadar mais de 100 milhões de bilheteria nos EUA e a ser indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original e Melhor Ator. Temos um programa sobre a diretora em que ele foi debatido. Classificação 12 anos.

Assista aqui

Operação Cupido (The Parent Trap, 1998), escrito e dirigido por Nancy Meyers

Lindsay Lohan mostrou logo cedo seu imenso talento. Nesse filme ela interpreta duas gêmeas idênticas, Annie e Hallie, imprimindo personalidades e trejeitos diferentes a cada uma. Elas foram separadas logo após o nascimento por seus pais divorciados e criadas cada uma por um deles. Se conhecem por acaso em um acampamento de férias e, quando descobrem que são irmãs, resolvem tentar unir seus pais novamente. Operação Cupido teve o roteiro adaptado de um livro de Erich Kästner por David Swift, Charles Shyer e Nancy Meyers, que também o dirigiu. Ouça mais sobre ele em nosso podcast sobre a diretora. Classificação livre. 

Assista aqui.

O Diário da Princesa (The Princess Diaries, 2001), escrito por Gina Wendkos

Mia Thermopolis é a protagonista de uma série de livros da escritora Mega Cabot. Na adaptação para o cinema, o roteiro de O Diário da Princesa ficou a cargo de Gina Wendkos e Anne Hathaway encarna a personagem com grande carisma. A jovem, que vive uma vida comum junto com sua mãe nos Estados Unidos, certo dia descobre que na verdade é a herdeira do fictício reino de Genóvia, um pequeno país na Europa. É quando ela conhece sua avó, a rainha, interpretada por nada menos que Julie Andrews e descobre os mimos e obrigações da realeza. Classificação livre.

Assista aqui.

Valente (Brave, 2012), escrito e dirigido por Brenda Chapman

Brenda Chapman escreveu o argumento para Valente, que conta a história de uma princesa chamada Merida em uma Escócia mítica. O roteiro também foi escrito por ela, em parceria com Mark Andrews, Steve Purcell e Irene Mecchi e ela foi a primeira mulher contratada pelos estúdios Pixar para dirigir um de seus longas de animação, sendo esse também o primeiro deles com um mulher protagonista. Merida vai ter sua mão disputada por herdeiros de reinos vizinhos e ela, uma arqueira destemida, compete pelo direito da própria mão. Mas para convencer sua mãe, apela a uma bruxaria que acaba transformando-a em uma ursa e vai precisar de suas habilidades para desfazer a maldição. Conversamos sobre ele em nosso episódio sobre Animações. Classificação livre. 

Assista aqui.

Lembrando que esses e outros grandes sucessos realizados por mulheres estão disponíveis no Telecine direto pela internet.

Esse conteúdo foi produzido pelo Feito por Elas, de maneira patrocinada, em parceria com o Telecine.  
Compartilhe
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *