• Blogs,  Críticas,  Isabel Wittmann

    Mrs. America

    Assisti à minissérie Mrs. America, baseada na história da ativista e lobista estadunidense contra a igualdade de gênero e os direitos das mulheres Phyllis Schlafly, interpretada por Cate Blanchett. (Sim, isso existe, mulheres contra os direitos das mulheres). O recorte histórico abarca de 1972 até 1981, período em que se tentava aprovar, nos EUA, uma emenda constitucional de Igualdade de Direitos. Gostei muito da recriação de época e também do foco, que a cada episódio se desloca para uma personagem diferente, passando pela própria Phyllis, mas também pelas feministas Gloria Steinem (Rose Byrne), Shirley Chisholm (Uzo Aduba), Bella Abzug (Margo Martindale), Betty Friedan (Tracey Ullman), Jill Ruckelshaus (Elizabeth Banks), entre…

  • Notícias

    Releituras: novos olhares para antigas histórias

    Devido à pandemia de coronavírus, o ano de 2020 foi intensamente desafiador e não há dúvidas de que, diante de tanta crise, a necessidade principal dos novos tempos é se reinventar. Da reinvenção surgem, então, mudanças que apontam para novas versões e redefinições de uma série de processos e também de nós mesmos, numa busca por adaptação ao contexto e às tendências. Algo que o cinema, enquanto arte e entretenimento, sempre fez muito bem. Algumas narrativas clássicas e que marcaram época estão, ao longo da história, sendo atualizadas para novos públicos que demandam abordagens que acompanham as discussões contemporâneas e estéticas que evidenciam como técnica e linguagem têm se desenvolvido. …

  • Podcasts

    Feito por Elas #118 Carol

    O programa de hoje é sobre o filme Carol (2015), dirigido pelo Todd Haynes. O filme é adaptado do livro Carol ou O Preço do Sal, escrito por Patricia Highsmith e o roteiro é de Phyllis Nagy. Trata-se da história de Therese (Rooney Mara), que conhece Carol (Cate Blanchett) e ambas se apaixonam. Conversamos sobre as qualidades da adaptação do material original, as diferenças entre as duas personagens e de que forma elas se manifestam visualmente e os elementos estéticos marcantes na narrativa, entre outros assuntos. Esse o último episódio do nosso Mês das Escritoras: dia 25 de julho foi dia do escritor e esse mês só falamos de filmes…

  • Notícias

    Filmes inspirados em obras de escritoras

    Quando um livro ganha uma adaptação cinematográfica, a pergunta pela fidelidade à obra original parece sempre ganhar um peso maior para os leitores. Já os amantes da sétima arte costumam defender que não existe adaptação 100% fiel, na medida em que o cinema é uma arte com linguagem própria, diferente da literatura. Um livro transcriado em filme pode produzir boas relações entre as duas artes e permitir novas releituras dos universos criados por escritores. O serviço de streaming do Telecine oferece aos seus assinantes um catálogo diversificado de filmes inspirados em livros escritos por autoras. O Feito por Elas apresenta uma lista de cinco longas com esse recorte. O Talentoso…

  • Filmes,  Indicações

    Carol

    Quando fizemos nosso programa sobre a Kelly Reichardt mencionamos como ela foi apoiada por Todd Haynes, um dos expoentes e considerado um dos criadores do New Queer Cinema, um movimento que aborda sexualidade em seus filmes e que começou no início dos anos 90. Haynes tem muitos filmes maravilhosos, mas é possível que Carol, que entrou para o catálogo da Netflix, seja o que tenha a estética mais apurada. Baseado no romance de Patricia Highsmith e roteirizado por Phyllis Nagy, é basicamente um conto de Natal, em que a personagem-título (vivida por Cate Blanchett) é uma dona de casa com boa situação financeira que está se divorciando do marido e Therese (interpretada por Rooney Mara), por quem ela se…