• Podcasts,  Seriados

    Feito por Elas #61 Top of the Lake

    O programa de hoje é de recomendação, sem spoiler e nele conversamos sobre o seriado Top of the Lake. A primeira temporada foi lançada em 2013 no Festival de Sundance e foi escrita por Jane Campion, que também dirigiu seis dos sete episódios. A segunda temporada, de 2017, ainda escrita por Campion, tem dois dos seis episódios dirigidos por ela e foi lançada no festival de Cannes. O programa é apresentado por Isabel Wittmann do Estante da Sala, Raquel Gomes, do Cinematório e Moda Útil e Samantha Brasil do Delirium Nerd e Cineclube Delas. Feedback: contato@feitoporelas.com.br Feed|Facebook|Twitter|Instagram|Letterboxd|Telegram Edição: Isabel Wittmann e Felipe Ayres Pesquisa e pauta: Isabel Wittmann Arte da capa: Amanda Menezes Vinheta: Mey Linhares Assine nosso Padrim Assine nosso Patreon Mencionados: [SERIADO] Arquivo X (The X Files, 1993-), de Chris Carter [SERIADO] CSI: Investigação…

  • Indicações,  Seriados

    Maravilhosa Sra. Maisel

    A segunda dica dessa semana também é de streaming, mas não é da Netflix. Aproveitei a promoção da Amazon, que está R$6,90 nos primeiros seis meses. O catálogo de filmes não é ruim, só que meio que são filmes que a maioria das pessoas já viram. Agora, os seriados originais estão bastante interessantes por enquanto. [Obs: Não é jabá, mas se quiser, patrocina a gente, Amazon!]Entre as boas descobertas está The Marvelous Mrs. Maisel, uma série escrita e dirigida por Amy Sherman-Palladino (de Gilmore Girls) que é uma espécie de mistura de Mad Men com Pushing Daisies. Do primeiro herda a ambientação: se passa em uma Nova York nos anos 50, em que Midge, a personagem título tem…

  • Indicações,  Seriados

    Um Maluco no Pedaço

    Você sabia que a série Um Maluco no Pedaço foi criada por uma mulher? Na verdade por Andy e Susan Borowitz, que na época formavam um casal. As diretoras Ellen Gittelsohn (Três É Demais), Madeline Cripe, Rita Rogers Blye e Debbie Allen (Grey’s Anatomy, Todo Mundo Odeia o Chris) ficaram responsáveis por alguns dos episódios.  Para quem não se lembra das aventuras de Will Smith nas tardes no SBT, na trama, o jovem da periferia da Filadélfia foi mandado pela mãe para morar com seus tios e primos na mansão Bel-Air. As seis temporadas(!), gravadas entre 1990 e 1996, estão disponíveis no serviço de streaming Stephania AmaralPesquisa filmes realizados por mulheres, mas…

  • Indicações,  Seriados

    Arkangel (Black Mirror)

    No dia 29 de dezembro último estreou a quarta temporada de Black Mirror, uma série que aborda a forma como nós humanos reagimos e interagimos com a tenologia em futuros muito próximos. Cada episódio é fechado em si, mas pode ser interpretado como fazendo parte de um mesmo universo contínuo. Todos os seis episódios dessa temporada nova são protagonizados por mulheres e destacamos o segundo, chamado Arkangel, que é dirigido por Jodie Foster. A protagonista é uma mãe que certo dia leva sua filha ao parquinho e perde ela ao parar por dois minutos para conversar com uma amiga. Reencontrada a criança e passado o susto, ela aceita participar de um…

  • Indicações,  Seriados

    Orphan Black

    Recentemente terminei a quinta e última temporada do seriado Orphan Black(2013-2017), produzido pela BBC canadense. É um daqueles guilty pleasures irresistíveis, cuja premissa é a de que uma moça com a vida atribulada, chamada Sarah, vê uma mulher bem vestida se jogar nos trilhos do metrô para se matar. O detalhe: essa mulher era exatamente igual a ela. Sarah rapidamente descobre que o nome dela era Beth e ela era uma policial. Em busca de uma resposta para o que viu, ela se vê imersa em uma trama que envolve cientistas, um culto religioso, engenharia genética e clonagem de humanos. É preciso admitir que a parte da série que envolve ficção científica muitas…

  • Indicações,  Seriados

    Transparent

    Transparent (2014) é um seriado criado, roteirizado e parcialmente dirigido pela Jill Soloway. A protagonista (interpretada por Jeffrey Tambor), é uma mulher trans judia que assume sua transgeneridade depois dos 60 anos. Embora haja esse problema de um ator cisgênero interpretando uma personagem transgênero, toda a trama é tratada de forma muito delicada e existem, também personagens secundárias interpretadas, aí sim, por atrizes trans. Mas o foco da narrativa não é nas mudanças na vida da protagonista e em todas as experiências novas que ela tem: elas são plano de fundo para a dinâmica familiar, mostrando a sua relação com a ex-esposa e com seus filhos, bem como os problemas pessoais da família como…

  • Indicações,  Seriados

    The Fall

    Depois de marcar uma geração com Dana Scully, a protagonista de Arquivo X, Gillian Anderson volta a encarnar uma investigadora, dessa vez como a britânica Stella Gibson em The Fall. O seriado conta com três temporadas e foi criado por Allan Cubitt e dirigido por ele e Jakob Verbruggen. Embora realizado por homens, é Anderson quem brilha como a personagem de personalidade marcante, que leva sua vida profissional à sério sem com isso deixar a vida pessoal em segundo plano, mesmo sabendo que, solteira, tem sua liberdade sexual julgada por colegas de trabalho. O seu desafio agora é investigar uma série de crimes de natureza sexual cometidas por um serial killer claramente obcecado por mulheres, que…

  • Indicações,  Seriados

    Gypsy

    GYPSY é uma série da Netflix criada pela estreante Lisa Rubin, estrelada por Naomi Watts (Twin Peaks) e Sophie Cookson (Kingsman). A trama acompanha Jean/Diane, uma psicóloga que se envolve na vida de seus pacientes rompendo os limites éticos em um guilty pleasure de primeira com direito a momentos softporn lésbico. Os episódios têm várias mulheres na direção, como Sam Taylor-Johnson (de 50 Tons de Cinza – espero que não desistam por este detalhe), Victoria Mahoney (Grey’s Anatomy), Coky Giedroyc (Penny Dreadful), etc. Stephania AmaralPesquisa filmes realizados por mulheres, mas também é das letras e das músicas

  • Indicações,  Seriados

    The Handmaid’s Tale

    Baseado na ficção futurista distópica de mesmo nome escrita por Margareth Atwood, a série se passa em um contexto em que a taxa de fertilidade humana caiu vertiginosamente e as mulheres perderam seus direitos, dividindo-se entre esposas, empregadas e instrumentos de reprodução, as aias. A personagem principal é a Offred (Elisabeth Moss) que ocupa o último papel. As atuações são impecáveis, assim como a direção de arte e a fotografia. Seis dos oito episódios são dirigidos por mulheres, com destaque para Reed Morano, responsável pelos três primeiros. Isabel WittmannCrítica de cinema, doutoranda em Antropologia Social, pesquisa corpo, gênero e cinema e é feminista. http://estantedasala.com

  • Indicações,  Seriados

    Big Little Lies

    Reese Whiterspoon, Nicole Kidman e Shailene Woodley em estão incríveis nessa trama de mistério com pitadas de Garota Exemplar, dirigida por Jean-Marc Valleé (de Livre e Clube de Compras Dallas). Em uma pequena sociedade cheia de intrigas, no primeiro episódio descobrimos que um crime aconteceu. A pessoa que assiste é convidada a descobrir quem foi a vítima, quem agrediu e quais as motivações nesse emaranhado de relações tóxicas e falsidades. Isabel WittmannCrítica de cinema, doutoranda em Antropologia Social, pesquisa corpo, gênero e cinema e é feminista. http://estantedasala.com